Evento Passado: Ano da Revolta: 1919 e seus legados

Quando: Quinta-feira, novembro 7, 2019, 6: 30pm

Este evento já passou.

Atores 'Equity Strike de 1919
White Studio [greve dos atores de 1919.] 1919. Museu da cidade de Nova York. 37.361.101.

O ano de 1919 testemunhou alguns dos desenvolvimentos mais violentos e de maior alcance na história moderna dos EUA. Uma onda massiva de greves trabalhistas mobilizou um quarto de todos os trabalhadores americanos, mas, juntamente com uma onda de atentados anarquistas, as greves também geraram uma reação anti-esquerdista que mudou a trajetória das relações de trabalho nos anos vinte e tantos. Ao mesmo tempo, uma série de tumultos sangrentos envolvendo veteranos negros, migrantes e proprietários de casas no norte e no sul fez da violência racista uma realidade da vida urbana. E os infames "Palmer Raids" (em parte organizados por um jovem J. Edgar Hoover) levaram à deportação de centenas de esquerdistas, criando a base para a obsessão de décadas do FBI com a esquerda. Juntos, esses eventos traumáticos ajudaram a significar o fim da Era Progressista.

Nesta conversa, apresentado com CUNY's Gotham Center for New York City História, quatro palestrantes refletem sobre aquele ano tumultuado em Nova York e além: curador MCNY Steve Jaffe prepara o palco com imagens que documentam como a transição da Primeira Guerra Mundial para o tempo de paz transformou Nova York em um ponto de inflamação para conflitos sobre trabalho, radicalismo e imigração; Beverly Gage de Yale fala sobre Hoover e as origens da vigilância doméstica moderna, D'Weston Haywood of Hunter College discute as relações entre brancos e negros em Nova York até 1919 e o impacto do “verão vermelho”; e escritor Vivian gornick considera a experiência da repressão à líder anarquista radical Emma Goldman e outros membros da esquerda nos anos que se seguiram. Moderado por historiador Ted Widmer.

Observação: Shannon King não pode mais participar deste painel.

Sobre os oradores: 
Beverly Gage é professor de história americana do século XX e diretor do Programa Brady-Johnson em Grand Strategy da Universidade de Yale. Sua próxima biografia de J. Edgar Hoover é chamada G-Man: J. Edgar Hoover e o século americano. Ela também é autora de O dia em que Wall Street explodiu: uma história da América em sua primeira era de terror (2008) e atua como redator colaborador em The New York Times Magazine

Vivian gornick é um prolífico memoirist, ensaísta e biógrafo. Ela é autora de Emma Goldman: Revolução como um modo de vida (2013). Seus outros livros incluem  Acessórios ferozes (1987) A Solidão do Eu: Pensando em Elizabeth Cady Stanton (2005) Os Homens da Minha Vida (2008), e A mulher estranha na cidade (2015). Acessórios ferozes foi selecionado recentemente por The New York Times como o "# 1 Melhor livro de memórias dos últimos 50 anos".

D'Weston Haywood é professor associado de história no Hunter College, CUNY, se especializando em História americana do século XX. Seus interesses de pesquisa e ensino centram-se em movimentos de protesto e pensamento de protesto negros, política cultural negra, instituições sociais e esferas públicas negras, gênero e masculinidade negra e idéias de raça e revolução na diáspora negra. Ele é o autor de Façamos homens: a imprensa negra do século XX e uma visão viril para o avanço racial.

Steven Jaffe é curador do Museu da Cidade de Nova York e curador de a exposição atual, Cidade dos Trabalhadores, Cidade da Luta. Ele é o autor de Activist New York: Uma História de Pessoas, Protesto e Política (2018) e Nova York em guerra: quatro séculos de combate, medo e intriga em Gotham (2012).

Ted Widmer (moderador) é um Carnegie Council Senior Fellow e o criador e anfitrião do 1919: o ano da rachadura, um podcast especial e New York Times série sobre os acontecimentos de 1919 em todo o mundo. Ele é historiador, escritor, bibliotecário, músico e um Conferencista Distinto no Macaulay Honors College (CUNY). Seus livros incluem Ouvindo: As fitas secretas da Casa Branca de John F. Kennedy (2012); Campanhas: um século de corridas presidenciais (com Alan Brinkley, 2001); e América jovem: o florescimento da democracia na cidade de Nova York (1999).

Este programa acompanha nossas exposições Cidade dos Trabalhadores, Cidade da Luta e Ativista Nova York.

Apoiadores e Parceiros

Cidade dos Trabalhadores, Cidade da Luta e seus programas associados são possibilitados por A Fundação Puffin, Ltd

Cidade dos Trabalhadores, Cidade da Luta é apresentado em colaboração com o Kheel Center na Escola de Relações Industriais e Trabalhistas da Cornell University e o Biblioteca Tamiment e Arquivos de Trabalho Robert F. Wagner na NYU.

Este programa é co-apresentado com o Gotham Center for New York City História

Junte-se ao MCNY!

Quer ingressos gratuitos ou com desconto, convites para eventos especiais e muito mais?